Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2009

História Multimídia de Xapuri: O Projeto chega ao fim

Imagem
'Tudo que é bom dura o tempo necessário para ser inesquecível' – já dizia o poeta. E é com esse pensamento que, com tamanho lamento em nossos corações nos despedimos do projeto História Multimídia de Xapuri.

Nesse tempo em que a pesquisa foi realizada e seu material disponibilizado na rede através do blog, resgatamos a história de Princesinha do Acre.

Recordamos que a beleza dos recursos naturais de Xapuri se mistura a grandiosidade dos fatos históricos ocorridos na região. A Floresta, os rios e igarapés, fazem parte da história dessa terra, revoluções, empates, disputas pela terra, pelo espaço para produzir e sobreviver, terra de conquistas, de sonhos realizados, e muitos por realizar. Terra de bichos, de lendas, histórias de sobrevivência, de fome, de luta, de miséria, riqueza, e muitos “causos” de assombrar.

A trajetória de vida dos xapurienses, da luta pela terra, da emancipação e dos valores culturais enraizados na alma, constitui uma sociedade diferente. Esse espaço conquis…

A Equipe do História Multimídia de Xapuri

Imagem
Resgatar a história de Xapuri, por meio de muita pesquisa, trabalho de campo e muito suor, não se constitui tarefa fácil é sinônimo de prazer, reflexo de qualidade. Pelo menos é isso que acredita o leitor do blog do Projeto História Multimídia de Xapuri.

Desde março de 2009 foram contabilizadas 14.500 visitas ao endereço eletrônico, consequência da variedade de histórias que a formosa Princesinha do Acre tem para contar.

Como essa história não pode nem deve ficar perdida no imaginário das pessoas – que porventura são mortais, correndo o risco de perder na imensidão do tempo que não para – foi idealizado tal projeto que só trouxe alegrias.

Mas, tanto sucesso se deve a uma equipe de 'peso' que esteve unida e trabalhando incessantemente durante todo o processo de pesquisa e disponibilização digital de tão importante história.

A equipe de peso é composta pela proponente do Projeto, Rivangela dos Santos Nogueira, formada em licenciatura plena em História Pela Universidade Federal do Ac…

Grupo de Teatro Poronga

Imagem
Poronga é uma coroa feita de lata – geralmente de óleo de cozinha – com uma lamparina na parte da frente que é utilizada pelo seringueiro, em sua cabeça, para trabalhar cortando seringa nas madrugadas da escura floresta.
Mas Poronga também é o nome dado ao Grupo de Teatro que comemorou no último domingo, dia 09 de agosto, dez anos de existência em Xapuri.
O Grupo de Teatro Poronga de Xapuri, embasado nos ideais de Chico Mendes e crente na capacidade criativa e revolucionária dos jovens xapurienses, vem desenvolvendo nesse período um trabalho dentro das artes cênicas e com visão assistencialista contemporânea, através de realização de oficinas teatrais e espetáculos a crianças, adolescentes e jovens carentes do município de Xapuri.
Desde que surgiu já beneficiou milhares de crianças, jovens e adultos com diversas oficinas que tem o objetivo de capacitar para a área artística – teatral, circense, artes plásticas, etc. - além de evitar que essas pessoas sigam “os maus caminhos”, tendo em v…

Chico Mendes

Imagem
Nascido no dia 15 de dezembro de 1944, recebeu o nome do seu pai: Francisco Alves Mendes Filho, mas como todo menino chamado Francisco, desde cedo virou Chico. Cresceu no Seringal Porto Rico, em Xapuri, e com dez anos de idade já cortava seringa sozinho para ajudar na produção de seu pai. Logo quis aprender mais coisas e com a ajuda de um amigo que morava perto de sua casa aprendeu a ler e escrever.

Chico começou então a ajudar seu povo. Fazia reuniões, explicava a realidade das coisas e tentava organizar os homens e mulheres da floresta para acabar com a exploração dos patrões. Foi ameaçado e perseguido por isso. Pela primeira vez, Chico soube o que era sentir medo. Mas sua missão era ainda maior. Era preciso resistir contra o desmatamento e a transformação da floresta em pasto.

Foi quando surgiu o primeiro Sindicato de Trabalhadores Rurais do Acre. Logo a ideia se espalhou e outros sindicatos surgiram. A igreja se juntou à luta dos seringueiros e, nas cidades, muitos começaram a perce…

As Reservas Extrativistas

Imagem
As Reservas Extrativistas e a criação das cooperativas foram as primeiras conquistas dos seringueiros. As conquistas são frutos desta luta, desse movimento organizado pelo Conselho Nacional de Seringueiros e pela consciência do pequeno seringueiro, em busca de melhores condições de vida e pela divulgação ao mundo inteiro, de suas lutas em defesa da Amazônia e dos povos da floresta.

A história das experiências sociais vividas pelos povos da floresta, no progresso dinâmico e dialético, mostra que os conflitos existentes historicamente entre em Xapuri, entre os seringalistas, seringueiros e fazendeiros, não são apenas um problema regional, são frutos de um projeto político muito desenvolvido pelo governo Militar na década de 60, que junto com o capital internacional objetivava transformar a Amazônia em uma grande fazenda efetivada a partir de implantação de empresas agropecuárias, desativando os seringais e divulgando no sul do país e no estrangeiro as riquezas existentes na Amazônia, atr…