sábado, 22 de dezembro de 2012

Chico Mendes

Por Antônio Thadeu Wojciechowski, Marcos Prado e Ubiratan Gonçalves de Oliveira

Cabeça, tronco e membros fazem um homem,
assassinos, juízes, demônios e santos -
seres - vivos os contrastes: peso, medida, cor.
Mas um homem não é apenas um mero nome,
isso todos têm e os títulos são tantos,
que, em essência, a diferença está mesmo no amor.

Amar é conhecer o chão em que se pisa,
sabedoria que brota pela profundidade das raizes
e vai de coração a coração prestando benefícios.
O sol, por exemplo, com sua irradiação precisa,
entre luz e sombra, matriz de todos os matizes,
sobre tudo brilhando, bons e maus, virtudes e vícios.

Uma Amazônia não cabe apenas num poema,
só mesmo um Deus para defini-la ao certo,
ou um homem que Dele se aproxime e dela faça parte.
Alguém que não prede o seu próprio ecossistema,
pois sendo planta, peixe ave, bicho e não deserto,
sabe que reside dentro de si, intacto, o seu habitat.

Fora, longe do equilíbrio que a tudo regenera,
estão os que só vêem lucro por toda a mata,
com suas armas de fogo, machados e motosseras.
É necessário, aqui, definir o que realmente é fera:
de um lado, aquela que mata na medida exata;
do outro, a que perdeu a noção do que são essas terras.
Chico, incorporado ao espírito da floresta,
não sente mais as balas que lhe atingiram o tronco
e hoje vive como nunca entre gnomos e duendes.
É que a sua vitória régia é a que nos resta
até que seringueiros e índios ensinem ao homem bronco
o que significa para o mundo a Amazônia e Chico Mendes.



Obs.: Chico Mendes nasceu em 15 de dezembro de 1944 e foi assassinado em 22 de dezembro de 1988, uma semana após completar 44 anos de idade. São 24 anos sem Chico. Mas sua luta continua viva através daqueles que acreditam nos seus ideais e no seu legado.


sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Solenidade de Promessa de Escoteiros e Lobinhos


O chefe do 6º Grupo de Escoteiros “Marechal Cândido Rondon”, senhor Odahil Cardoso Monte, tem a Honra de convidar toda a população xapuriense para participar da solenidade de Promessa de Escoteiros e Lobinhos do referido grupo, e para a entrega de Colchonetes e Cantis.

O evento tem é patrocinado pelo Banco da Amazônia com apoio da Prefeitura Municipal de Xapuri, Ministério Público, Juizado Especial da Criança e do Adolescente e Conselho Tutelar.

Dia 24 de Novembro de 24 de Novembro de 2012
Horário: 19h
Local: Casa Branca

Programação:
19h15min – Abertura do evento com o Hino Nacional e hasteamento do Pavilhão Nacional;

19h30min – Palavra de Abertura com o Diretor Presidente da Regional do Acre;

19h45min – Canção Escoteira;

20h – Promessa dos Lobinhos;

20h15min – Palestra sobre o Escotismo com o Chefe Fleme Mesquita;

20h30min – Promessa dos Escoteiros;

20h45min – Palavra do Presidente de Honra do Grupo de Escoteiros de Xapuri, Sr Francisco Ubiracy Machado de Vasconcelos;

21h30min – Encerramento do evento com um Coquetel.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Edital Cultura e Comunidade




O Governo do Estado do Acre, por meio da Fundação Elias Mansour e o Conselho Estadual de Cultura (ConCultura) lançou no dia 23 de outubro o edital Cultura e Comunidade, que prevê um montante de R$ 1 milhão, custeado com recursos do Fundo Estadual de Cultura (FunCultura), através do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (PreCult),  por meio da modalidade de incentivo direto, ano de 2012.

A ideia é incentivar a produção artística, a reflexão e o conhecimento sobre a identidade cultural,  e que estimule artistas e fazedores de cultura a realizarem suas produções em todos os municípios do Estado do Acre, promovendo a diversidade cultural com o objetivo de ampliar o acesso a bens e serviços culturais.

Podem apresentar projetos: artistas, fazedores de cultura, produtores culturais, comunidade em geral, entidades associativas de cultura e demais entidades culturais sem fins lucrativos que comprovem, através de documentos e portfólio, efetiva atuação na área cultural.  Os projetos podem ser de produção, circulação, formação, leitura, memória, difusão, conservação, criação e eventos.

As inscrições ficam abertas até o dia 20 de dezembro de 2012 e devem ser entregues na sede da Fundação Elias Mansour (em Rio Branco), via correios ou no Museu do Xapury.

O edital e seus anexos podem ser conferidos clicando aqui.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Dia da Consciência Negra


Zumbi dos Palmares: um herói brasileiro

História do Dia Nacional da Consciência Negra


Esta data foi estabelecida pelo projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. Foi escolhida a data de 20 de novembro, pois foi neste dia, no ano de 1695, que morreu Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.

A homenagem a Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil Colonial. Ele morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também um forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil. Zumbi lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo.


Importância da Data

A criação desta data foi importante, pois serve como um momento de conscientização e reflexão sobre a importância da cultura e do povo africano na formação da cultura nacional. Os negros africanos colaboraram muito, durante nossa história, nos aspectos políticos, sociais, gastronômicos e religiosos de nosso país. É um dia que devemos comemorar nas escolas, nos espaços culturais e em outros locais, valorizando a cultura afro-brasileira.

A abolição da escravatura, de forma oficial, só veio em 1888. Porém, os negros sempre resistiram e lutaram contra a opressão e as injustiças advindas da escravidão.

Vale dizer também que sempre ocorreu uma valorização dos personagens históricos de cor branca. Como se a história do Brasil tivesse sido construída somente pelos europeus e seus descendentes. Imperadores, navegadores, bandeirantes, líderes militares entre outros foram sempre considerados hérois nacionais. Agora temos a valorização de um líder negro em nossa história e, esperamos, que em breve outros personagens históricos de origem africana sejam valorizados por nosso povo e por nossa história. Passos importantes estão sendo tomados neste sentido, pois nas escolas brasileiras já é obrigatória a inclusão de disciplinas e conteúdos que visam estudar a história da África e a cultura afro-brasileira.
 
Da página O Bosque de Berkana, no Facebook.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Quintais Literários: apresentação no mês das crianças

 

No último sábado, dia 27 de outubro, o quintal de Clenes Guerreiro, localizado na Rua Petrônio Rodrigues, 574, Bairro Jiquiá, se transformou em um centro artístico-literário, com a participação de crianças e adolescentes que moram nos arredores.

Dentre as atrações da ensolarada e quente tarde daquele sábado estavam: contação de histórias com o Grupo Fuxico, exibição de filmes infantis, brincadeiras de roda e leituras dramatizadas e coletivas.

Essa ação é financiada pelo PreCult 2011, Edital de Incentivo à Cultura do Governo do Estado do Acre, por meio da Fundação Elias Mansour, em parceria com o Grupo Fuxico de Contadores de Histórias de Xapuri e da Cia Arte na Ruína - além da Fundação Biblioteca Nacional, que viabilizou centenas de títulos de livros, possibilitando o sucesso da mobilização cultural.

O Quintais Literários foi finalista do Prêmio VivaLeitura 2011 e com o projeto aprovado no PreCult 2011 viabilizará apresentações em muitos outros quintais nos próximos meses.

Fotos: 
1 - Por Ariúxa Rodrigues;
2 - Por Clenes Guerreiro.

Grupo Fuxico apresenta em comemoração ao Dia das Crianças

O Grupo Fuxico de Contadores de Histórias de Xapuri foi uma das atrações na comemoração do Dia das Crianças no Centro Espírita do Bairro Laranjal. 

O evento foi realizado no dia 20 de outubro, com início às 8:30h, com crianças do Bairro Laranjal e arredores, com muita música, contação de histórias, brincadeiras e comidas do agrado dos pequenos, o evento contou com cerca de 200 participantes e 20 executadores (dentre animadores, contadores de histórias, cozinheiras, dentre outros profissionais que abrilhantaram a festa).

Essa comemoração já acontece há mais de 2 anos, viabilizada por meio de colaboradores e voluntários, e vem se tornando uma das saudáveis tradições do município de Xapuri - já carente de manifestações semelhantes.

O Grupo Fuxico, especialmente convidado, levou 5 contadores de histórias e foi uma das atrações que fizeram a animação da comemoração do Dia das Crianças.


Fotos:
1 - Grupo Fuxico com os representantes do Centro Espírita - por Willis Martins;
2 - Atividades com as crianças - por Clenes Guerreiro.

A arte contemporânea de Clementino Almeida e Mardilson Torres na Galeria Juvenal Antunes, em Rio Branco

Por André Gonzaga

Com cerca de 40 retratos, Clementino Almeida e Mardilson Torres inauguram a exposição “Mitos”, no dia 3 de novembro, na Galeria de Arte Juvenal Antunes. As obras representam figuras conhecidas em nível local e até mesmo internacional, como Hélio Melo, Chico Mendes, Marina Silva, Carmem Miranda, Frida Kahlo, Charles Chaplin, Jimi Hendrix, Dalai Lama e Jesus Cristo.
Os retratos possuem características da escola expressionista, com pinceladas bem soltas e muito coloridas. Algumas peças possuem até, literalmente, um brilho próprio. É que os artistas utilizaram tintas fluorescentes para garantir um destaque e fugir do convencional. O tempo de produção foi de apenas dois meses.

Sobre os artistas
Clementino desenvolve suas habilidades desde criança, no Seringal Bom Lugar, em Xapuri. Fez trabalhos publicitários, atuou como desenhista ilustrador para livros e cartilhas didáticas, participou de várias edições do Salão Hélio Melo de Artes Plásticas, e teve suas obras vendidas para países como Chile, Canadá, Dinamarca e Eslovênia, além de outros Estados do Brasil.
Diferentemente do amigo, é a primeira exposição de Mardilson, do Bujari, o menino que usava o irmão mais velho como modelo para desenvolver o seu tracejado. Os gibis e as histórias em quadrinhos também serviram para o treino e, por volta dos 8 anos, ele já reproduzia os famosos personagens da Marvel Comics, como o Homem-Aranha e o Capitão América.
Buscando a capacitação, ambos participaram de várias oficinas e cursos, incluindo até  mesmo o Instituto Universal Brasileiro, por correspondência. Estudaram na Usina de Arte João Donato e ainda graduaram-se no curso de artes visuais, a distância, da Universidade de Brasília (UnB).

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Simulado ENEM - Inscrições abertas

Uma ótima oportunidade para quem vai fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é testar seus conhecimentos no simulado, disponibilizado pela Revista Veja.


Nos dias 20 e 21 de outubro, VEJA realiza em parceria com o Anglo Vestibulares o segundo simulado do Enem na internet. A prova reproduzirá as condições do exame, como duração, número de questões e áreas de abrangência (não haverá redação). 
O gabarito e os resultados dos participantes serão divulgados no site de VEJA. As inscrições, em número limitado, são gratuitas e estão abertas até o dia 14 de outubro.

Os interessados podem entrar e fazer o cadastro no site da Veja.

Marcinho Miranda é o novo Prefeito



Marcinho Miranda foi eleito Prefeito em Xapuri pelo PSDB na coligação Juntos para Mudar.

Prefeito

Nome: Marcio Pereira Miranda
Mais conhecido como: Marcinho Miranda
Idade: 37 anos (20/04/1975)
Naturalidade: Xapuri/AC
Estado Civil: Casado(A)
Ocupação: Outros
Escolaridade: Ensino Médio Completo




Vice

Nome: Aylton Neves Menezes
Mais conhecido como: Aylton Menezes
Idade: 48 anos (25/06/1964)
Naturalidade: Xapuri/AC
Estado Civil: Casado(A)
Ocupação: Servidor Público Estadual
Escolaridade: Superior Completo





Votação: 4.203 Votos (47,97%).

Partido: Partido da Social Democracia Brasileira - PSDB
Coligação: Juntos para Mudar (PP / PMDB / PSDC / PSDB / PSD)

 As informações são do site eleições2012.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

6ª Primavera dos Museus


O Museu do Xapury tem a honra de convidar a comunidade em geral para participar da 6ª Primavera dos Museus, a realizar-se, em Xapuri, nos dias 26 e 27 de setembro de 2012, com o tema “A Função Social dos Museus”. Essa programação nacional é a oportunidade para que o grande público perceba de que forma o Museu influencia diretamente e atua como elemento inspirador e objeto de expressão para a comunidade artística de todo o Brasil, mais especificamente a xapuriense.

MUSEU DO XAPURY
De 24 a 29/09/2012
Visita Guiada ao acervo do Museu do Xapury
Com os guias Cleilson Alves e Taiane Cristina Feitosa
Das 08h às 18h

Dia 26/09/2012 – Quarta-feira
EnContos & Encontros
Grupo Fuxico de Contadores de Histórias de Xapuri
Direção de Clenes Guerreiro e Álder Járede D'Ávila
Às 9h e às 15h

Exibição de filmes
O homem da cabeça de papelão – de Luís da Matta Almeida e Pedro Lino
Menina da Chuva – de Rosaria
Às 9:30h

Tembiara - de Jackson Abacatu
O céu no andar de baixo - de Leonardo Catapreta
Às 15h

27/09/2012 – Quinta-feira
Espetáculo Teatral
O seringueiro que não sabia assobiar
Grupo Fuxico de Contadores de Histórias de Xapuri & Cia. Arte na Ruína
Direção de Clenes Guerreiro
Às 09:30h e às 15:30h

ESPAÇOS DE MEMÓRIA CHICO MENDES
Casa de Chico Mendes, Memorial do Seringueiro e Centro de Memória Chico Mendes

De 24 a 29/09/2012
Visita Guiada
Com os guias Marianne Buriti, Paula Janini Menezes, Jorge Pereira Jr., Géssica Albuquerque e Elaine Queirós

Abismo

Na árvore

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Um poema em cada árvore - em Xapuri


Xapuri foi uma das 83 cidades que, no dia quente de 21 de setembro, dia da árvore, última sexta-feira, sediou a mobilização nacional do projeto Um poema em cada árvore.


O que é o Um poema em cada árvore

Um poema em cada árvore é uma iniciativa de incentivo à leitura realizada desde agosto de 2010 na cidade de Governador Valadares, Minas Gerais.

Idealizada pelo poeta Marcelo Rocha e realizada pelo Instituto Psia, a iniciativa caracteriza-se por utilizar as árvores como suporte para a leitura, pendurando mensalmente poemas de poetas desconhecidos do grande público nos oitis valadarenses.

Esta foi uma forma encontrada para construir novos espaços de fruição poética, ampliar o acesso da população à poesia e colocar o trabalho de poetas anônimos em contato com novos públicos.

Um poema em cada árvore foi uma das iniciativas premiadas com o Prêmio Vivaleitura 2011, concedido pela OEI - Organização dos Estados Ibero-Americanos, Ministério da Cultura, Ministério da Educação e Fundação Santillana.

A repercussão nacional do projeto somada à sua característica pioneira e de fácil replicação permitiu que diversos poetas, educadores, agentes culturais e sociais brasileiros manifestassem interesse em realizar o Um poema em cada árvore em suas cidades.





A participação de Xapuri

Xapuri participou, no dia 14 de março de 2012, Dia da Poesia, como parte de um Intercâmbio Cultural entre Agentes Culturais do Acre e de Minas Gerais, unindo as entidades culturais Instituto Psia (Governador Valadares/MG), Grupo Fuxico de Contadores de Histórias de Xapuri (Xapuri/AC), Cia. Arte na Ruína (Xapuri/AC) e Grupo Teatral Floresta (Rio Branco/AC).
Nesta Mobilização Nacional no dia da árvore, primeira edição nacional do projeto, Xapuri representou o Acre, disponibilizando suas árvores – do início da Rua 24 de Janeiro até a Praça São Gabriel – para que fossem pendurados poemas. Ao todo foram 25 poemas, onde 15 faziam parte de uma seleção também nacional de poemas, realizada pelo Instituto Psia, e 10 de artistas que representavam a terrinha.
A ação aconteceu simultaneamente nas cidades participantes, virando notícia e dando visibilidade aos poemas, possibilitando o acesso a diversas pessoas, de diferentes camadas da sociedade.
É a arte rompendo todas as barreiras geográficas.

As coordenação local e as fotos são de Clenes Guerreiro.