terça-feira, 10 de março de 2009

Xapuri

Fundada em 1883 com a chegada dos primeiros exploradores a região do Alto Acre, no final do século XIX, Xapuri era ainda um pequeno povoado com poucas casas e barracas que abrigavam cerca de 150 pessoas. A partir da década de 10, Xapuri teve uma vida econômica e sócio-cultural bastante agitada. Sua produção de borracha e sua população aumentavam continuamente. Foram construídas novas casas e instaladas a Intendência Municipal e outras repartições públicas. Enquanto nas colocações dos seringais as moradias eram constituídas apenas de uma barraca erguida no meio de uma clareira para abrigar o seringueiro, nas sedes dos seringais, como nas cidades, os casarões eram construídos seguindo modelos e utilizando matérias-primas importadas.
A Rua do Comércio oferecia de tudo que seus clientes pudessem necessitar: comidas variadas, louças, calçados, tecidos, armas, medicamentos, bebidas, música e diversão. Nessa rua se localizavam também hotéis, barbearias, banco e "clubs" sociais. E foi justamente essa junção da arquitetura importada pêlos patrões para os seringais e as cidades, com as condições características do meio ambiente e os conhecimentos tradicionais dos povos da floresta, que produziram em Xapuri uma arquitetura bastante diversificada. Assim, ainda hoje, Xapuri guarda nas fachadas da Rua do Comércio, ou mesmo nos antigos casarões que resistem à voracidade do tempo, parte importante da história da formação da sociedade acreana.

Fotos:
*Corte da seringa - Dhárcules Pinheiro;
*Residência de paxiúba localizada na Reserva Estrativista Cachoeira: Acrevo Patrimônio Histórico e Cultural - FEM.

11 comentários:

Felipe Guedes disse...

Parabéns meu amigo por essa iniciativa, que só vem a contribuir com essa cidade maravilhosa e com todos aqueles que assim como eu são apaixonados por este lugar.

Mais uma vez parabéns e sucesso nesse novo desafio.

Thony Christian disse...

Uau!
quanta coragem a de vocês, porque contar a história de Xapuri - assim como a do Acre em geral - num é uma tarefa fácil, não.
Mas sei que com pessoas competentes e criativos como o Clenes no meio disso tudo só pode dar muito certo.
Já virei fã de carteirinha.
Abraços.

Thony Christian disse...

O trabalho de vocêsnão será nada fácil, uma tarefa realmente muito complicada mas certamente prazerosa (seja para nós leitores como para vocês pesquisadores).
Caticilene não conheço pessoalmente ainda, mas o Clenes sim, e sei da competência e criatividade desse rapaz.
Parabéns a vocês, contem com esse leitor aqui.
Abraço a todos.

Danny disse...

OI,
não pude deixar de clicar no link que me mandaram por e-mail e pelo orkut... por um instante até pensei que era vírus. Que bom que não me arrependi.
O blog está rico em informações de Xapuri, cidade conhecida no mundo todo e é evidente que eu não podia ficar de fora dessa, tinha que conferir e comentar!!!

Meus parabéns a Caticilene e ao Clenis pela iniciativa.
Textos bem escritos, curtos, altamente informativos e fotos lindas (qualidade mil tb).
Beijinhos e boa sorte a vocês!
Parabéns mesmo!

Danny

Danny disse...

Eu só tenho uma pequena dúvida nessa história linda, é se poderemos mandar sugestões de temas a serem abordados ou se vcs tem os textos e temas todos prontos?
Tenho coisas a sugerir (olha a enxerida) :)

Até mais.

Danny

fernando disse...

Boa noite leitores,

estou esperando para acessar esse blog desde que soube que ele sairia. Ainda bem que é papel da FEM, assim como o Governo do Estado, Governo da floresta, apoiar idéias criativas e enriquecedoras como essas.

É empolgante saber que ainda existem pessoas como Caticilene Rodrigues e Clenes Alves, historiadora e futuro economista e artista, que vão melhorar uma cidade tão bonita e esquecida como Xapuri, resgatando e disponibilizando para nós suas histórias e curiosidades.

A FEM certamente apoiará uma continuidade de tal projeto brilhante!

Parabéns e espero brevemente conhecê-los pessoalmente na 'Princesinha do Acre'.

Abraço acreano.

tania1905 disse...

Que legal.
Parabéns pela iniciativa.
Nós, da comunidade de romances estaremos sempre de olho.
Bjos

Pietra disse...

O importante das palavras é a redenção com o mundo. E tão bonito escrever e contar histórias de um lugar entre rios que se abraçam na curva de São Sebastião. Xapuri palavra forte como os guerreiros que nasceram neste lugar indecifravél e mágico. Agora eles, se digitalizam, e fazem a Arte algo mais...Permitindo que todos os que habitam em outras querência possam conhecer Xapuri. Se fosse definir este lugar chamaria de Liberdade e Extremo Amor ao universo.
Obrigada Clenes,
Obrigada Rivangela,
Obrigada Caticilene.

cildo disse...

Um pouquinho da nossa história!
que bom que agora temos um endereço na internet para acesso imediato - tanto de deleite quanto de pesquisas diversas.
Parabéns a vocês!
Vou acessar assim que tiver acesso novamente.

Abraço a vocês.

Xistos disse...

Gostei muito da iniciativa.
Ainda não conhecia muito da historia da cidade de Xapuri, apenas de chico Mendes.

Xistos/SP

Cátia & Clenes disse...

Olá, amigos leitores do Blog História Multimídia de Xapuri,

novamente agradecemos as visitas e comentários - estamos aqui justamente para isso - e gostaríamos de responder à dúvida colocada:

* Sobre os temas futuros - que serão abordados: Na verdade o blog é resultado de um Projeto de Pesquisa Histórico-cultural e alguns temas já estão, desde o início, na nossa lista de postagens futuras, mas sugestões são sempre bem-vindas - até porque os textos ainda não estão prontos, apenas esboçados;

* Quem quiser sugerir, enviar textos, fotos (desde que devidamente referenciados) pode ficar à vontade. Podendo fazê-lo por esse espaço ou pelo e-mail: historiamultimidiadexapuri@gmail.com.

Agradecemos a td@s!