VIB 2010: Sinopse dos Vídeos Acrianos

Dos Vídeos exibidos na Mostra Vídeo Índio Brasil deste ano três são produções acrianas:
JÁ ME TRANSFORMEI EM IMAGEM

DIREÇÃO: Zezinho Yube
ANO: 2008 | GÊNERO: Documentário | DURAÇÃO: 32 min.
PRODUÇÃO: Vídeo nas Aldeias / AC - Hunikui (Kaxinawá)

Comentários sobre a história de um povo, feito pelos realizadores dos filmes e por seus personagens. Do tempo do contato, passando pelo cativeiro nos seringais, até o trabalho atual com o vídeo, os depoimentos dão sentido ao processo de dispersão, perda e reencontro vividos pelos Huni kui.

A GENTE LUTA, MAS COME FRUTA

DIREÇÃO: Valdete Pinhanta e Issac Pinhanta
ANO: 2006 | GÊNERO: Documentário | DURAÇÃO: 40 min.
PRODUÇÃO: Vídeo nas Aldeias / AC - Ashaninka

O manejo agroflorestal realizado pelos Ashaninka da aldeia APIWTXA no rio Amônia, Acre. No filme eles registram, seu trabalho para recuperar os recursos da sua reserva e repovoar seus rios e suas matas com espécies nativas, e sua luta contra os madeireiros que invadem sua área na fronteira com o Peru.
Prêmios:
- Prêmio Panamazônia 2007 de Melhor Produção audiovisual da Action Aid Americas, 2007;
- Melhor Documentário no Cine Gaia, 2008.

KENE YUXI, AS VOLTAS DO KENE

DIREÇÃO: Zezinho Yube
ANO: 2010 | GÊNERO: Documentário | DURAÇÃO: 48 min.
PRODUÇÃO: Vídeo nas Aldeias / AC - HuniKui (Kaxinawá)

Ao tentar reverter o abandono das tradições do seu povo e seguindo as pesquisas do seu pai, o professor e escritor Joaquim Maná, Zezinho Yube corre atrás dos conhecimentos dos grafismos tradicionais das mulheres Huni Kui auxiliado por sua mãe.

Fotos: Divulgação

Comentários

Este comentário foi removido pelo autor.

Postagens mais visitadas deste blog

Dia Internacional da Animação 2015