sábado, 5 de junho de 2010

Dia do Meio Ambiente

Os Rios de XapuriAdicionar imagem

5 de junho é o dia dedicado ao Meio Ambiente. O mundo todo aproveita tal dia para destacar os problemas e sugerir intervenções urgentes.

A temática ambiental e ecológica passou a ocupar o topo da lista de preocupações mundiais em meados do século XX, sendo que a preocupação com o meio ambiente não é uma coisa antiga na história da humanidade mas tem se refletido em resultados positivos que nos permitem imaginar um futuro melhor para todos.

Em nossa cidade, porém, não dá para ver os Rios Acre e Xapuri e continuar comemorando o dia do meio ambiente em sua totalidade.

Se pensarmos que há menos de um século passavam embarcações de mais de 100 toneladas, carregadas de materiais advindos de outros estados - e países - para aplacar o consumismo da cidade rica em ouro negro, nos tempos áureos da Princesinha do Acre.

Pena que esse mesmo consumismo, típico do capitalismo moderno caracterizado na região por meio da exploração vegetal em todas as épocas, resultou, dentre as inúmeras devastações ambientais, com o desaparecimento das águas dos famosos Rios Acre e Xapuri.

A destruição da vegetação das margens das nascentes dos rios garantem sua vazante cada vez mais intensa, quase secando totalmente em épocas de verão intenso, deixando claro que mais cedo ou mais tarde, como previam nossos avós, vão secar completamente.

Vale ressaltar que o Rio Xapuri, em especial, com suas águas mais claras e em temperatura mais baixa que a do Rio Acre, é importante para a história do município pois seu nome é proveniente da tribo Chapurys, que habitavam às margens desse Rio – Xapuri significa “Rio antes” e deu nome à cidade, ao rio e ao Museu.

Quando as pessoas vinham para o município diziam que estavam vindo para a “cidade do Rio Xapury”, com o passar dos anos falavam que vinham para a “cidade do Xapury”, até todos se acostumarem com simplesmente ‘Xapuri’.

Reverter idéias retrógradas de devastação em favor do desmedido progresso urbano se faz necessário nos dias atuais, onde uma nova consciência ambiental – justamente como era idealizado por Chico Mendes – se converte em ações simples de práticas cotidianas diferenciadas mas revolucionárias.

Feliz Dia do Meio Ambiente pra você também!


Fotos:

*1 - Rio Acre em 1906 - Capa do livro 'Madeira que cupim não rói', de autoria de Ana Lúcia Costa;

*2 - Rio Acre em junho de 2010 - Por Clenes Alves.

Um comentário:

Thony Christian disse...

Oi,

bem que a última vez que fui a Xapuri notei que o rio estava bem mais seco do que em anos anteriores. Mas são vários os problemas que nos impedem de comemorar tal dia: as devastações da florsta, os rios secando por causa do desmatamento das margens, a árvore que mataram em frente à Casa do Chico Mendes poluindo a visão de quem vê, o suposto desenvolvimento sustentável e as explorações politicamente corretas, entre tantas outras.
Chico Mendes deve estar com vergonha.